Perguntas mais frequentes

O maior limitante é o tempo cirúrgico, sendo que consideramos o máximo até 6 horas de procedimento. Conforme a complexidade da cirurgia de cada região poderão ser associados procedimentos ou não. É possível realizar, por exemplo, lipoabdominoplastia com lifting das mamas (mastopexia) no mesmo procedimento.
Algumas cirurgias são autorizadas pelos convênios desde que o critério seja reparador ou que se comprove alteração ou perda da função da estrutura. Podem ser cobertas: cirurgia das pálpebras (blefaroplastia), abdome em avental (dermolipectomia) e outras cirurgias pós-grande perda de peso, reconstrução de mama. Cada caso deve ser avaliado e a justificativa será encaminhada para o convênio.
A diferença é basicamente o volume aspirado e quantas áreas do corpo. MiniLipo, por exemplo, seria a aspiração apenas dos braços ou apenas dos joelhos. Caso as áreas sejam, por exemplo, todo abdome consideramos uma lipoaspiração. Quanto ao volume geralmente abaixo de 500-1000ml aspirado é considerado minilipoaspiração – conforme a região.
Você pode e deve movimentar os braços mas respeitando o limite das mãos até a boca. Na primeira semana você deve comer, escovar os dentes e lavar o rosto sozinha, apenas para lavar o cabelo alguém deve ajudar. Nas semanas seguintes em cada retorno vamos liberando outras atividades. Exercício físico geralmente após 30-45 dias.
Depende! Colocar embaixo é para quem precisa, não para quem quer. Quando não temos cobertura suficiente para proteger a prótese ela é colocada abaixo. O pós-operatório é um pouco mais doloroso e demorado. Riscos de contratura capsular são ligeiramente menores abaixo do músculo.
Temos 2 fases do resultado. Uma dizemos que é o resultado pleno – a não formação das rugas e varia de de 3 a 6 meses. A segunda etapa é o retorno gradual que pode ser de 6 a 12 meses, até a formação total das rugas como antes da aplicação.

Se você ainda têm alguma dúvida, por favor preencha o formulário abaixo que terei o maior prazer em respondê-la.

 

Aguarde...