Com certeza, em algum momento da sua vida, você já deve ter conhecido alguém intolerante à lactose. Mas fica a dúvida: intolerância à lactose e alergia ao leite são a mesma coisa? De jeito nenhum! E hoje eu lhe explico a diferença entre cada caso.

Diferença

A confusão entre esses dois problemas existe porque o culpado é o mesmo alimento, mas os sintomas são completamente diferentes.

Explicando de forma simples, a intolerância à lactose é a dificuldade do organismo em digerir e absorver o açúcar do leite (lactose) devido à diminuição ou ausência de lactase (enzima que digere a lactose). Já a alergia à proteína do leite de vaca (APL V), constitui em uma resposta do sistema imune. O leite de vaca é visto como um inimigo, aí as células de defesa partem para o ataque e a consequência disso geralmente é inchaço nos lábios, coceira, rinite, manchas avermelhadas na pele, tosse, falta de ar, diarreia (a reação varia de pessoa para pessoa). Resumindo: a alergia está relacionada à proteína do leite de vaca, enquanto a intolerância está ligada ao açúcar do leite, que é a lactose.

Sintomas

Como falei anteriormente, os sintomas da alergia envolvem diversos órgãos, como coceira na pele, tosse, falta de ar, etc… Os quadros mais severos podem levar ao choque anafilático e até à morte.

Os sintomas aparecem rapidamente, não só pela ingestão do leite, mas também pelo contato ou cheiro do alimento. Os adultos raramente têm essa alergia.

Quando se trata da intolerância à lactose, os sintomas são de desconforto gastrointestinal, que incluem gases, barriga inchada e diarreia, quando há ingestão de leite ou derivados. As reações também variam de pessoa para pessoa e a intensidade geralmente está relacionada à quantidade de lactose ingerida.  Os sintomas também podem ocorrer em minutos ou horas após a ingestão do leite de vaca.

Adultos e crianças

Quando falamos de APL V, é muito mais comum acontecer em crianças, especialmente em bebês, principalmente quando há exposição precoce ao leite de vaca, mas a boa notícia é que essa alergia tende a desaparecer até os 5 anos de idade. Os adultos raramente têm APLV.

Já a intolerância à lactose é mais comum em adultos e idosos do que em crianças.

Se você tem suspeita e apresenta alguns desses sintomas que citei acima, procure um médico. No caso da alergia ao leite, geralmente inicia-se uma pesquisa pela história clínica do paciente, associando os sintomas à ingestão do alimento suspeito e do Teste de Provocação Oral, onde o leite é reintroduzido em pequenas e progressivas doses na presença do médico.

Quando a alergia é em bebês com menos de 1 ano, geralmente o diagnóstico é feito com base na análise clínica e dieta restritiva, isso é, retirar todo o leite de vaca da dieta do bebê, e quando essa criança mama leite materno é necessário que a mãe também faça a exclusão do leite da sua dieta.

No caso da intolerância à lactose, o médico fará a observação dos sintomas associado à ingestão do alimento com lactose e exames específicos.

Depois de ler esse conteúdo talvez você esteja se perguntando: “Doutor, influencia alguma coisa na hora da cirurgia ter alergia ao leite ou intolerância à lactose?” A resposta é não, mas o conteúdo é atual e útil, por isso quis trazer aqui para o blog. Gostou? Então compartilhe com seus amigos e até o próximo tema.